O contribuinte tem até 30 de abril para entregar a declaração do Imposto de Renda 2020, ano base 2019. Com os documentos separados, é possível garantir uma melhor restituição e evitar o risco de cair na malha fina.

 

Mas você sabe quem pode ser um grande aliado nessa tarefa? Ele mesmo, o Certificado Digital! Leia este post e descubra todas as facilidades que o certificado digital traz na hora de declarar o seu Imposto de Renda. Acompanhe:

 

Que o uso do Certificado Digital possui inúmeros benefícios nós já sabemos, mas você sabia que ele é bastante útil para a entrega da Declaração do Imposto de Renda? As vantagens são muitas, como: 

 

  • Maior agilidade;
  • Redução de custos;
  • Mais segurança com a assinatura digital;
  • As informações e o documento entregue têm validade jurídica, garantindo a integridade e a autenticidade do arquivo enviado.

 

 

Para quem vai declarar o DIRPF (Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física), a Receita Federal apresentou uma novidade muito importante para os contribuintes neste ano. Quem possui o Certificado Digital no padrão da Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira – ICP-Brasil, terá a opção disponível de Declaração Pré-Preenchida. 

 

O contribuinte pode acessar a base de dados com algumas informações do IR já preenchidas, como: rendimentos, deduções, bens e dívidas. É importante ressaltar que o Certificado Digital possui validade, por isso fique atento ao prazo para que não ocorra nenhum problema na hora de declarar o seu Imposto de Renda. 


Com o Certificado Digital, o contribuinte poderá importar a declaração sem precisar acessar o e-CAC. Essa opção já está disponível para download no link http://receita.economia.gov.br/interface/cidadao/irpf/2020 e poderá ser feita pelo computador via Programa Gerador da Declaração – PGD.

Para obter a declaração pré-preenchida, basta o usuário ir diretamente no PGD IRPF 2020 na opção “Iniciar Declaração a partir da Pré-Preenchida” da Aba “Nova” na tela de entrada. 

 

Além dos dados da declaração do ano anterior e os dados da Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte – DIRF, outros serviços, como: DMED (Declaração de Serviços Médicos e de Saúde) e DIMOB (Declaração de Informações sobre Atividades Imobiliárias), poderão ser realizadas pelo PGD, que agora também inclui os dados financeiros do contribuinte declarados na DIRF. É possível ainda consultar, por exemplo, qual é a inconsistência de dados dos anos anteriores caso caia na malha fina. Assim, o contribuinte pode cruzar os dados do CPF e informar à Receita Federal antes mesmo de ser notificado.

 

O recurso da declaração pré-preenchida ajudará o contribuinte a evitar erros, ter menos burocracias, a poupar seu tempo e, consequentemente, não cair na malha filha. 


É um recurso eficaz que traz benefícios e comodidade para quem possui o Certificado Digital. São esperadas 32 milhões de declarações de pessoas físicas este ano. O prazo para envio das declarações 2020, ano-calendário 2019, é do dia 2 de março até as 23h59 de 30 de abril, não perca tempo! 

Ainda não tem um Certificado Digital? A Certisimples é a Autoridade de Registro que mais cresce no Brasil e a maior do estado do Rio de Janeiro. Adquira agora mesmo o seu certificado digital!